Escrita automática

A escrita automática é um dos mais poderosos artifícios que conheço para a liberação da criatividade. Seu princípio foi proposto por André Breton, em 1927, e consiste no seguinte:

Em uma folha de papel (ou, atualmente, num computador), escreva tudo o que lhe vier à cabeça, o mais rapidamente possível. Não pare para ler o que já escreveu, não se preocupe em respeitar as margens ou em seguir normas de ortografia, não se preocupe com a sua letra. Apenas escreva, incessantemente, durante um tempo pré-determinado ou até cansar. Caso algum bloqueio apareça, escreva-o! O importante é não parar.

No início, a tendência é escrever coisas díspares, sem sentido (aparente), palavras ou frases soltas. Mas, com a prática, é possível escrever textos quase prontos, com abordagens originais, sinceras e… criativas!

Compartilhe:   
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.